O momento do clube e o Nosso Avaí

Após os trágicos resultados esportivos no início da temporada 2022, muitos creditam as derrotas às escolhas da Diretoria Executiva nesses primeiros dias de gestão. Também há quem cobre do Movimento Nosso Avaí uma postura crítica em relação às decisões tidas por erradas e às derrotas sofridas em campo.

O Nosso Avaí foi fundado em novembro de 2020 com o intuito de agregar avaianos que, dispersos, desejavam mudanças estruturais no clube, como frisamos desde nossa fundação. Sonhamos com a implementação de métodos, processos e filosofias que valorizem o torcedor e que, com o passar do tempo, tornem o Avaí mais profissional e transparente.

No entanto, nunca foi nossa pretensão, nem nunca será, avaliar cada contratação, cada episódio na vida cotidiana do clube, muito menos com base em resultados imediatos de campo. Nossos princípios e todos os textos e manifestações que fizemos até hoje mostram isso.

É claro que os resultados em campo nos importam, afinal somos torcedores do Avaí. Todas as medidas que sugerimos e defendemos, aliás, têm como um de seus fins a busca de resultados esportivos. 

Acreditamos, porém, que o Avaí precisa se estruturar e profissionalizar justamente para, no longo prazo, ter maiores chances de sucesso sem depender de pessoa “A” ou “B” ou puramente do acaso.

Por princípios básicos, a postura do Movimento em relação à nova Diretoria é e será idêntica à que adotávamos em relação à gestão anterior: ponderaremos suas escolhas ao longo do tempo, reconheceremos quando se aproximarem do que defendemos e criticaremos caso se distanciem, independente dos resultados do time no mês. 

A atual gestão do Avaí, antes de eleita, firmou conosco o importante compromisso de implementar uma série de medidas. Evidentemente, ao longo dos próximos anos, estaremos alertas para o seu cumprimento. Planejamos, inclusive, fazer e compartilhar com o público uma periódica análise dos progressos (ou, eventualmente, retrocessos) relativos a cada um dos pontos. 

Todavia, cumpre notar que aquele extenso rol de compromissos envolve mudanças de ordem estrutural, exigindo projetos de médio e longo prazo. Seria infantil imaginar que, logo a partir da posse, tudo aquilo seria implementado de forma imediata e mágica. Nesse contexto, afigura-se irrazoável cogitar o descumprimento dos compromissos após  apenas 6 semanas de gestão, especialmente se considerarmos que a posse se deu durante tormenta financeira sem precedentes, com muitos atrasos de salários e obrigações – atrasos que, inclusive, colocaram em risco a nossa participação na Série A de 2022.

Os resultados imediatos em campo, apesar de catastróficos, não podem turvar nossa razão. Da mesma forma, eventuais resultados positivos (e esperamos que sejam alcançados em breve) não fecharão nossos olhos. Portanto, esperem do Movimento Nosso Avaí uma atuação independente, honesta e em favor dos seus princípios, mas nunca oportunista, seja nos momentos de fracasso esportivo, seja nos momentos de vitória.

Seguimos confiantes no cumprimento do plano de gestão vencedor das eleições e nas pessoas inseridas no processo. 

Por fim, o que podemos sugerir à Diretoria Executiva nessa ocasião de enorme pressão é que seja corajosa, firme nos preceitos que prometeu seguir, e compareça diante de seu torcedor, para apontar, com transparência, as mazelas que encontrou no clube, os equívocos que cometeu e as medidas que tomará, inclusive para evitar um vexame esportivo.

Deixe um comentário

Close Bitnami banner
Bitnami