Petição por esclarecimentos sobre valores e percentuais envolvidos na venda do zagueiro Gabriel

Ilustre Presidente da Diretoria Executiva do Avaí Futebol Clube, Sr. Francisco José Battistotti,

Considerando que o Avaí Futebol Clube cedeu, de forma onerosa, parte dos direitos econômicos do atleta Gabriel dos Santos Magalhães, fruto de suas categorias de base, ao Lille Olympique Sporting Club, da França, em janeiro de 2017, permanecendo com o percentual de 15% (quinze por cento) para futuras negociações, além de percentuais relativos ao chamado mecanismo de solidariedade[1];

Considerando que, segundo noticiado, o Lille vendeu os direitos econômicos e federativos do referido atleta ao Arsenal Football Club, da Inglaterra, em anúncio datado do dia 1º de setembro de 2020[2];

Considerando que a imprensa internacional estimou a mencionada transferência na monta de €30 milhões[3], ou, na cotação cambial da época, quase R$ 200 milhões[4], o que denota a imensa relevância do negócio para o Avaí, clube cujo orçamento, em 2020, foi calculado em R$39 milhões;

Considerando que, desde então, circularam, na imprensa e em reuniões do Conselho Deliberativo, informações desencontradas a respeito da quantia financeira efetivamente devida ao Avaí em razão da aludida transferência, além de notícias dando conta de que um suposto parceiro, de identidade não esclarecida, teria se tornado, em momento superveniente, credor de relevante parcela do montante;

Considerando que interessa não somente ao torcedor, mas especialmente ao clube divulgar, com transparência, informações relativas à sua gestão financeira, a fim de garantir a confiança de sua massa associativa e de investidores;

Nós, CONSELHEIROS, ASSOCIADOS E TORCEDORES NÃO-ASSOCIADOS QUE SUBSCREVEMOS ESSA PETIÇÃO, requeremos, encarecidamente, que a Diretoria Executiva do Avaí Futebol Clube disponibilize, por meio de simples e-mail ou nota, no prazo de 10 (dez) dias a contar do recebimento desta petição, a explicação pormenorizada do negócio em tela, com destaque para as seguintes questões: 1) Após a transferência de Gabriel dos Santos Magalhães ao Lille, qual o quinhão de direitos econômicos que permaneceu com o Avaí?; 2) Qual o percentual adicional devido ao Avaí em decorrência do chamado mecanismo de solidariedade?; 3) A quanto esses percentuais equivalem quando convertidos em reais brasileiros?; 4) Algum acontecimento superveniente alterou o quinhão originalmente devido ao Avaí? Se sim, qual e por quê?; 5) Até o momento, quanto o Avaí efetivamente recebeu pelo negócio? 6) Ainda há valores a receber? Se sim, quanto e em que condições?; 7) Se realmente existir um “parceiro” detentor de um percentual do negócio, qual sua identidade, como e quando se deu essa negociação e qual o valor recebido por aquele?; 8) Caso o clube tenha optado pela antecipação dos valores, em que moldes esta ocorreu?

Certos de que o ilustre destinatário ouvirá sua torcida, agradecemos-lhe, desde já, pela atenção dispensada e pelos esforços empreendidos para prestar informações de interesse de todos os avaianos.

Caso seja do interesse do ilustre Sr., disponibilizamos o seguinte endereço eletrônico para o encaminhamento de eventual resposta a esta petição, que será aguardada 10 (dez) dias a partir da data do protocolo da presente e, tão logo recebida, levada ao conhecimento do público: nossoavai@gmail.com

Florianópolis, 23 de fevereiro de 2021.

[1] https://www.nsctotal.com.br/noticias/roberto-alves-avai-acerta-venda-de-gabriel-para-o-lille-da-franca
[2] https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-ingles/noticia/com-video-curioso-arsenal-anuncia-contratacao-do-zagueiro-brasileiro-gabriel-magalhaes.ghtml
[3] https://www.espn.com/soccer/soccer-transfers/story/4165794/arsenal-sign-brazil-defender-gabriel-from-lille-for-30m
[4] https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/7337738/arsenal-chega-acordo-r-198-milhoes-zagueiro-gabriel-magalhaes

Peticionantes:

  1. Bernardo Calixto Knabben, Conselheiro
  2. Caio Roberto Salvino, Conselheiro
  3. Diego de Souza Costa, Conselheiro
  4. Edson Tadeu Bez, Conselheiro
  5. Eduardo Pacheco, Conselheiro
  6. Eduardo Roberge Goedert, Conselheiro
  7. Fábio Abrahão Nicolau Salum, Conselheiro
  8. Fernando L. Pinheiro Guimarães, Conselheiro
  9. Giovanni Abrahão Salum, Conselheiro
  10. Gustavo Roberge Goedert, Conselheiro
  11. Gustavo Tremel do Valle Pereira, Conselheiro
  12. José Carlos Silva Junior, Conselheiro
  13. Jose Marcelo Da silva, Conselheiro
  14. Kátia Maria De Paula, Conselheira
  15. Laerte Alves Setubal, Conselheiro
  16. Mário Latrônico Júnior, Conselheiro
  17. Nilson Magagnin, Conselheiro
  18. Noair Otávio da Silva, Conselheiro
  19. Rafael Xavier dos Passos, Conselheiro
  20. ROBERTO DE MELO, Conselheiro
  21. Ronaldo Leal, Conselheiro
  22. Sebastião Dos Reis Salvador, Conselheiro
  23. Thiago Luiz Borba Kretzer, Conselheiro
  24. Valter Valdemar De Souza, Conselheiro
  25. Volmar Bez, Conselheiro
  26. ADEMIR ALEX LEANDRO, Sócio-torcedor
  27. Ademir Azzi junior, Sócio-torcedor
  28. Adir José da Silva, Sócio-torcedor
  29. Adir José da Silva Júnior, Sócio-torcedor
  30. ADRIAN GONCALVES, Sócio-torcedor
  31. Alcibíades Bresola Neto, Sócio-torcedor
  32. Alecksander Damasco, Sócio-torcedor
  33. Alexandre da Cunha Amorim, Sócio-torcedor
  34. Alexandre Jeremias, Sócio-torcedor
  35. Alexsandro Marcelino Filho, Sócio-torcedor
  36. Ana C. Goulart, Sócia-torcedora
  37. Anderson Franzoni de Abreu, Sócio-torcedor
  38. Anelise Nicolau, Sócia-torcedora
  39. Aprigio Borges, Sócio-torcedor
  40. Arthur Horstmann Gorges, Sócio-torcedor
  41. Artur Teixeira Ferreira, Sócio-torcedor
  42. Bernardo Lajus dos Santos, Sócio-torcedor
  43. Bernardo Wildi Lins, Sócio-torcedor
  44. Bruno Da Silva Beirão, Sócio-torcedor
  45. Bruno Felipe Martins Mendes, Sócio-torcedor
  46. Bruno Pereira Weiss, Sócio-torcedor
  47. Carlos Alberto Geremias Júnior, Sócio-torcedor
  48. Djone Espíndola, Sócio-torcedor
  49. Eduardo Amaral, Sócio-torcedor
  50. Eduardo Estefano Martins Mostiack, Sócio-torcedor
  51. Enio Cesar da Silveira Junior, Sócio-torcedor
  52. Everton Cunha, Sócio-torcedor
  53. Fábio Augusto Dittrich, Sócio-torcedor
  54. Fábio João da Silva Filho, Sócio-torcedor
  55. Fábio Minatto, Sócio-torcedor
  56. Fabrício Calos Makowiesky, Sócio-torcedor
  57. Felipe Borges, Sócio-torcedor
  58. Felipe Ferreira Bem Silva, Sócio-torcedor
  59. Felipe Koerich, Sócio-torcedor
  60. Felipe Lehmkuhl Carreirao, Sócio-torcedor
  61. Felipe Melo, Sócio-torcedor
  62. Felipe Roman, Sócio-torcedor
  63. Felipe Schneider Nunes, Sócio-torcedor
  64. Fernanda Schuch, Sócia-torcedora
  65. Fernando Leite de Sousa, Sócio-torcedor
  66. Fylippy Margino dos Santos, Sócio-torcedor
  67. Gabriela Tavares da Silva, Sócia-torcedora
  68. Gabriel Espindola Vieira, Sócio-torcedor
  69. Gabriel Woleck Fernandes, Sócio-torcedor
  70. Gentil Basso Neto, Sócio-torcedor
  71. Geovane Marques Andrade, Sócio-torcedor
  72. GLEISON DE QUADROS, Sócio-torcedor
  73. Guilherme Duarte de Souza, Sócio-torcedor
  74. Guilherme J. Martendal, Sócio-torcedor
  75. Guilherme Peressoni Flemming, Sócio-torcedor
  76. Gustavo Niehues, Sócio-torcedor
  77. Gustavo Ricardo Batista, Sócio-torcedor
  78. Heverton Luiz Vieira, Sócio-torcedor
  79. Jackson Salum, Sócio-torcedor
  80. Jean Carlos Machado, Sócio-torcedor
  81. João Felipe Dorneles Tournier, Sócio-torcedor
  82. João Henrique Campos Simone, Sócio-torcedor
  83. João Pedro Favero Canella, Sócio-torcedor
  84. Jonata Mazzurana Monguilhott, Sócio-torcedor
  85. JUCIMAR CORONETTI, Sócio-torcedor
  86. Julia Bento Martins, Sócia-torcedora
  87. Juliana Nava Cittadin, Sócia-torcedora
  88. Kevin Kremer, Sócio-torcedor
  89. Lariane Teixeira da Silva, Sócia-torcedora
  90. Laureano Junior, Sócio-torcedor
  91. Leonardo Coelho, Sócio-torcedor
  92. Leonardo Luiz da Silva, Sócio-torcedor
  93. Lucas Alberto Ferreira, Sócio-torcedor
  94. Lucas Cardoso da Silva, Sócio-torcedor
  95. Lucas Sandro Alexandre, Sócio-torcedor
  96. Lucas Silveira dos Santos, Sócio-torcedor
  97. Lucas Varela, Sócio-torcedor
  98. Luis carlos Pereira zuza, Sócio-torcedor
  99. Luís Fernando de Sousa, Sócio-torcedor
  100. Luiz Felipe Favero Canella, Sócio-torcedor
  101. Manoella Pereira de Andrade, Sócia-torcedora
  102. Marcelo Eduardo Melo, Sócio-torcedor
  103. Marcelo Henrique Dos Anjos, Sócio-torcedor
  104. Márcio Antônio Azevedo, Sócio-torcedor
  105. Marco Antonio Goncalves, Sócio-torcedor
  106. Marcus Bittencourt Silva, Sócio-torcedor
  107. Mário Filippe de Souza, Sócio-torcedor
  108. Matheus Azevedo Wilberstaedt, Sócio-torcedor
  109. Matheus Crespo, Sócio-torcedor
  110. Matheus da Silva Borba, Sócio-torcedor
  111. Máximo Simois, Sócio-torcedor
  112. Moa Silveira, Sócio-torcedor
  113. Nahel Fernanda Carminati dos Santos, Sócia-torcedora
  114. Nicolas Tavares, Sócio-torcedor
  115. Norberto Melo Neto, Sócio-torcedor
  116. Paulo Arthur Sens Coelho, Sócio-torcedor
  117. Paulo Francisco Schlemper Filho, Sócio-torcedor
  118. Paulo Sodré Vieira virgilio, Sócio-torcedor
  119. Pedro Paulo, Sócio-torcedor
  120. Rafael Macedo, Sócio-torcedor
  121. Renan Jaques Andrade, Sócio-torcedor
  122. Ricardo Oliveira, Sócio-torcedor
  123. Roberto Rivelino Felisbino, Sócio-torcedor
  124. Rodrigo Brustolin, Sócio-torcedor
  125. Rodrigo Buch, Sócio-torcedor
  126. Rodrigo Ferreira, Sócio-torcedor
  127. Rodrigo Silveira, Sócio-torcedor
  128. Roger Martins, Sócio-torcedor
  129. Sergio Flores, Sócio-torcedor
  130. Sérgio Pereira, Sócio-torcedor
  131. Tiago Da Silva Varela, Sócio-torcedor
  132. Victor Rocha Fernandes, Sócio-torcedor
  133. Victor Trevisol Muller, Sócio-torcedor
  134. Vinícius Bello, Sócio-torcedor
  135. Adair Martins Junior, Não-sócio
  136. Alejandro Caprario, Não-sócio
  137. Ariel Pranteda, Não-sócio
  138. Ana Paula De Bona, Não-sócia
  139. André Dutra, Não-sócio
  140. André Luiz Rosa, Não-sócio
  141. Andrey Cavallazzi, Não-sócio
  142. Bernardo Berka Rodrigues, Não-sócio
  143. Bruno Patricio Tavares, Não-sócio
  144. Bruno Willian Espíndola, Não-sócio
  145. Carmen Lucia Fuhrmann, Não-sócia
  146. Deividy Dartanha, Não-sócio
  147. DIEGO ALONSO CANHETTI POSTIGO DA SILVEIRA, Não-sócio
  148. Diego da Silveira, Não-sócio
  149. Dyogo Neis, Não-sócio
  150. Fabian Chagas, Não-sócio
  151. Fabio Duarte da Silva, Não-sócio
  152. Felipe Bonatelli Prates, Não-sócio
  153. Gabriel da Silva Effting, Não-sócio
  154. Gabriel Goes de Souza, Não-sócio
  155. Gabriel Miroski Gonçalves, Não-sócio
  156. G da Cunha Ramos, Não-sócio
  157. Giane Severo, Não-sócia
  158. Glauber Menezes, Não-sócio
  159. Guilherme Regis, Não-sócio
  160. Gustavo Isair Costa, Não-sócio
  161. Gustavo Machado Polidoro, Não-sócio
  162. Gustavo Monguilhott, Não-sócio
  163. Hamilton dos Santos, Não-sócio
  164. Hermes Jair Daniel, Não-sócio
  165. Israel Campos, Não-sócio
  166. João Antonio Schweitzer, Não-sócio
  167. João Paulo Teixeira de Melo, Não-sócio
  168. João Pedro Borges Stuart da Silva, Não-sócio
  169. Juan Silva Bonifácio, Não-sócio
  170. Julio Cesar Vieira de Castro, Não-sócio
  171. Leandro Oliveira Junckes, Não-sócio
  172. Leonardo Guedes, Não-sócio
  173. Leones Nunes, Não-sócio
  174. Lucas da Costa Stahelin, Não-sócio
  175. Lucas Goedert de Souza, Não-sócio
  176. Lucas Moro Jacques, Não-sócio
  177. Lucas Quint, Não-sócio
  178. Luiz Gustavo De Medeiros Manchein, Não-sócio
  179. Luiz Ricardo Menegaz Gomes, Não-sócio
  180. Marcelo Herondino Cardoso, Não-sócio
  181. Marcelo Martins Kremer, Não-sócio
  182. Marcelo Muller de Sousa, Não-sócio
  183. Marcio Lucas Maes Junior, Não-sócio
  184. Marcos Silva, Não-sócio
  185. Maria Coelho, Não-sócia
  186. Mario Ignacio Coelho Junior, Não-sócio
  187. Mark Andrade, Não-sócio
  188. Mateus Domingos Marcon, Não-sócio
  189. Mateus Gaio Teixeira, Não-sócio
  190. Maurício Tavares Bello, Não-sócio
  191. Nicole Gonçalves Custódio, Não-sócia
  192. Niélsen Lima Fernandes, Não-sócio
  193. Paulo Ricardo Reis, Não-sócio
  194. Pedro Miguel Lombardo, Não-sócio
  195. Rafael José de Souza, Não-sócio
  196. Roberto Cabral, Não-sócio
  197. Rodrigo Moskorz, Não-sócio
  198. Rozangela Serafin, Não-sócia
  199. Tiago Edio Pereira, Não-sócio
  200. Vinícius Facchini, Não-sócio
  201. Vitor Miguel Bello, Não-sócio
  202. Willian Barbosa de Souza junior, Não-sócio
  203. Yan dos Santos, Não-sócio

Atualização (02/03/2021): Gratos àqueles que assinaram a petição, protocolamos o requerimento na secretaria do Avaí.

Entrega da petição

Atualização (15/03/2021): Na sexta-feira (12/03/2021), a Diretoria Executiva do Avaí Futebol Clube encaminhou resposta à petição encabeçada pelo Movimento Nosso Avaí e trouxe informações inéditas sobre a negociação do atleta Gabriel Magalhães, hoje vinculado ao Arsenal, da Inglaterra. Para ter acesso ao seu conteúdo, basta clicar no link abaixo:

Antes de mais nada, temos de prestar homenagens à providência tomada pela Diretoria. Como se vê, restaram esclarecidas, a contento, as dúvidas veiculadas no requerimento. A exemplo do que ocorreu na remessa prévia da peça orçamentária aos seus conselheiros, a atual administração dá importante demonstração de respeito à transparência e aos torcedores em geral.

Sobre o teor da resposta, algumas considerações se fazem necessárias.

Se entendemos corretamente os cálculos apresentados, o Avaí, com a recente transferência de Gabriel, tornou-se credor de € 3.353.202,00, mas teria de repassar um terço – aproximadamente € 1.117.722,00 – à empresa Unique Sports e Marketing Ltda., representante do atleta desde antes de sua chegada ao clube, por força de contrato. Assim, após os repasses à parceira, sobraria ao Avaí o valor aproximado de € 2.235.445,00.

A despeito da repercussão negativa ocorrida em alguns círculos de torcedores, nós, do Movimento Nosso Avaí, não enxergamos, ao menos com base nas informações prestadas, indícios de irregularidade decorrentes do acordo em questão. Ainda que possamos discutir a sua pertinência aos melhores interesses do clube, o fato é que se tratava de política corriqueira no meio do futebol, adotada com o propósito de atrair atletas de potencial elevado às categorias de base (anote-se que o contrato de Gabriel com o Avaí foi firmado antes da regulamentação da FIFA que privou empresários de participações em direitos econômicos de jogadores).

Entendemos, contudo, que outro aspecto da negociação merece atenção: após receber a primeira parcela, no valor de € 644.847,00, e entregar o terço devido à empresa Unique, o Avaí, premido pela necessidade de sanar seus compromissos da temporada 2020, antecipou o dinheiro referente às três parcelas vincendas, mediante o pagamento de determinada taxa. Essas parcelas totalizariam aproximadamente € 2.700.000,00, mas, para contar com o dinheiro rapidamente, o clube abriu mão de aproximadamente € 800.000,00, o que, na taxa cambial da época, correspondia a pouco mais de R$ 5.000.000,00 (cuja terça parte, relembramos, caberia, de toda forma, à empresa Unique).

A nosso juízo, o episódio revela o desacerto do planejamento de 2020 e coloca em xeque, mais uma vez, a tão propalada “austeridade financeira” da gestão. A utilização de exorbitantes valores, com o sacrifício de relevante quinhão, para “tapar buracos” de 2020 frustra as expectativas de novos investimentos no clube, recentemente propagandeadas pelo próprio Presidente, e não se coaduna com uma administração responsável financeiramente.

Em ano de pandemia, com suas receitas amplamente prejudicadas, a administração do Avaí não teve o mesmo cuidado em equilibrar as despesas. Ao longo do ano, realizou quase 30 contratações, a grande maioria após a decretação oficial do estado de pandemia. O próprio Presidente afirmou em entrevista que conseguiu pagar a folha salarial na íntegra apenas até setembro de 2020, mas, mesmo assim, novos jogadores foram contratados nos meses seguintes, inflando ainda mais nossas despesas. Em outras palavras, se havia alguma urgência que impunha o adiantamento de valores, esta foi criada e alimentada pela própria gestão.

Portanto, ao mesmo tempo em que comemoramos a prestação dessas informações, um grande avanço no que se refere à transparência do clube, também manifestamos nossa profunda decepção com a gestão dos valores envolvidos na negociação.

Saudamos, por fim, todos aqueles que subscreveram a petição. Estejam certos de que continuaremos firmes em nossos propósitos, por um Avaí mais profissional, transparente e próximo a seu torcedor.

8 comentários em “Petição por esclarecimentos sobre valores e percentuais envolvidos na venda do zagueiro Gabriel

  1. Boa noite, que perda de dinheiro por má gestão, e o pior, segundo o Polidoro Júnior, o Avaí já deve os salários de janeiro e fevereiro. O que será do clube até final do ano? Isso não vai acabar bem. Não seria interessante uma petição para detalharem o orçamento e a real situação financeira do clube? Abraço.

Deixe uma resposta

Close Bitnami banner
Bitnami